Como chegar ao cliente sem passar pelo link patrocinado

A presença na internet já não é mais uma escolha para as empresas que desejam se relacionar com potenciais clientes. A discussão agora é outra: de que forma essa presença pode ser convertida em melhores oportunidades de negócio? A publicidade, sem dúvida, continua sendo uma grande aliada, mas diante do verdadeiro mar de anúncios feitos todos os dias na web, como utilizar sua verba de forma mais inteligente?

Este é o desafio de muitas empresas, principalmente as de médio e pequeno porte que não dispõem de um orçamento enorme para essa finalidade. É exatamente por isso leva vantagem quem consegue enxergar saídas que vão além do tradicional “arroz com feijão” da publicidade na web. Hoje, a principal forma de divulgação ainda é o link patrocinado, onde a empresa faz um anúncio de texto que será exibido de acordo com as pesquisas feitas por internautas nos mecanismos de busca como o Google e o Bing.

Para poder aparecer nos resultados o anunciante faz lances em palavras-chave relacionadas ao seu negócio. Se o lance é mais alto e o anúncio tem um texto mais atrativo ele aparece em melhores posições, pagando-se por clique recebido. O problema é que quanto mais procurada a palavra, mais valorizada ela é, e por consequência, mais cara custa. Esse mercado já funciona como um leilão e tem se tornado cada vez mais complexo, inclusive com empresas que chegam a cobrar 30% do valor do investimento nos anúncios para administrá-los, já que é preciso ficar acompanhando o lance das palavras para não perder dinheiro e ganhar na conversão.

Entendendo que a realidade de empreendedores individuais, micro e pequenas empresas é outra, surge um novo movimento igualmente eficaz, mais simples e com outra dinâmica de cobrança. Trata-se das novas ferramentas de divulgação na web que não cobram por clique no anúncio, mas pelas oportunidades de negócio que geram. Neles, se concentram fornecedores de diversos segmentos e regiões, onde as empresas ou profissionais liberais se cadastram para integrar nos sites. O internauta interessado em contratar determinado fornecedor acessa esse ambiente virtual e faz seu pedido de acordo com as suas necessidades.

Esses são os canais que usam o sistema pay-per-lead. Ou seja, as empresas interessadas em conseguir novos clientes não ficam disputando a atenção no anúncio. Elas disputam o cliente na proposta, se virem uma oportunidade de negócio que interessa, pagam para ter acesso aos dados do potencial comprador. Esses canais também são vantajosos para quem está em busca de contratar um serviço, já que com apenas um pedido, recebe propostas de diversas empresas, tendo assim mais opções para escolher o orçamento com o melhor custo-benefício.

Essas ferramentas têm crescido rápido no mercado, porque apresentam uma forma mais simples dos fornecedores controlarem o investimento em divulgação online e ter um melhor custo de aquisição de clientes, uma vez que eles escolhem quais querem responder. Comparando com os resultados dos links patrocinados, as novas formas de divulgação são uma forma de diversificar o investimento com um ótimo custo-benefício. E para quem nunca anunciou na Internet é uma forma bastante simples de se iniciar.

Para fugir do óbvio e buscar melhores resultados, é importante que as empresas estejam atentas para identificar os canais mais adequados para conquistar clientes e gerar novos negócios.

Deixe uma resposta