Android confirma liderança global em vendas de smartphones no final de 2013

A Apple ainda consegue resistir em mercados importantes, mas o Android tem mostrado força e liderança em quase todos os mercados, de acordo com relatório sobre vendas de smartphone do Kantar Worldpanel ComTech divulgado nesta segunda, 27. O sistema do Google mostrou crescimento em 12 mercados, como Europa, Estados Unidos, América Latina, China e Japão.
Na América Latina, considerando os três principais mercados (Argentina, Brasil e México), o Android aumentou a participação em 21,9 pontos percentuais (p.p.), totalizando 83,5%. O sistema do Google absorveu mercado de “outros sistemas”, categoria que inclui plataformas menores e que saiu de 17% para 4,5%. Outro grande prejudicado foi o OS da BlackBerry, que caiu 7,5 p.p. e deixou de ser o segundo sistema mais popular entre os latino-americanos com 10,3% em dezembro de 2012 para ser o último entre os quatro maiores, com 2,8% no último trimestre de 2013.
O Windows Phone não conseguiu mostrar na região o mesmo fôlego do que nos mercados desenvolvidos, registrando queda de 1,8 p.p. e fechando o período com 4,9%. Ainda assim, está à frente da Apple, que se manteve praticamente estável, com queda de 0,1 p.p., e com share de 4,3%.
Para efeito comparativo, na China, o Android continua na liderança com 78,6%, enquanto o iOS caiu 2,2 p.p. e fechou o ano com 19%. Na Europa, considerando Alemanha, Espanha, França, Itália e Reino Unido, o sistema do Google também tem a liderança, com 68,6%, enquanto a Apple registrou 18,5% (queda de 5,2 p.p.).
Nos Estados Unidos, a disputa é mais acirrada, mas ainda a favor do Android, que assumiu a liderança e agora conta com mais da metade (50,6%) do mercado, contra 43,9% da Apple. A Microsoft conseguiu crescer 1,9 p.p. com o Windows Phone, que agora tem 4,3% de share. Em contrapartida, a BlackBerry diminuiu participação (0,5 p.p.) e fechou o período com 0,4%.
No Japão, a Apple ainda consegue manter-se na liderança, com 68,7% das vendas de smartphones graças à parceria com a operadora NTT Docomo, embora a Kantar não tenha informado a participação de outros sistemas para esse país.

Deixe uma resposta